Performance

28/09/2016

*Por Sérgio Maurício, ortopedista

Em 1999, foi publicada no “Clinical Journal of Sport Medicine” uma revisão de literatura mostrando que realizar alongamentos antes de exercícios aeróbicos, como corrida, bike e natação, não previne lesões! Essa foi uma informação bastante impactante na época, visto que o alongamento antes das atividades é quase como um "ensinamento de pai para filho", feito para evitar estiramentos ou torções.

Depois desse estudo, diversos outros foram publicados chegaram à mesma conclusão, o que consolidou tal informação. Porém, como a prática do alongamento está muito enraizada, leva tempo para que seja deixada de lado e, quase 20 anos depois, ainda vemos a cena se repetindo pelos calçadões e esteiras.

Sendo assim, o mais recomendado atualmente é se aquecer em vez de se alongar! Correr bem levemente por alguns minutos ou correr no mesmo lugar podem ser alternativas. Os alongamentos dinâmicos também são indicados --alguns exemplos: dar saltos levantando bem os joelhos, correr flexionando bem os joelhos e batendo o calcanhar na nádega e correr com os “joelhos altos”, tocando-os com a mão. Agachamentos e movimentos laterais repetidos também podem ser utilizados.

Os alongamentos estáticos (aqueles em que ficamos parados por alguns segundos na mesma posição) ficam reservados para depois das atividades, e sempre de maneira suave.

Atenção: não vamos confundir os casos em que há uma lesão e em que é preciso alongar na recuperação. Estamos falando aqui de prevenção de estiramentos e não de seu tratamento! Bons treinos e boas corridas!

*Sérgio Maurício é ortopedista, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho e da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. Corredor de Maratona e meia-maratona, é também praticante de triatlhon olímpico e fará seu primeiro meio-ironman no Rio de Janeiro, em novembro. Pratica natação, musculação e Indoor Cycle na Bodytech.

MENSAGEM_CONFIRMACAO