Nutrição

13/10/2016

*Por Felipe Donatto, nutricionista convidado pela Optimum Nutrition

Já sabemos da importância de um bom café da manhã para fornecer nutrientes, vitaminas e minerais ao nosso organismo e fazer com que nossas funções vitais funcionem de forma normal. Dentre os nutrientes importantes temos a necessidade de ingerir boas fontes de proteína, pois atualmente se sabe que essa estratégia pode ajudar a controlar a fome durante o dia.

Em um estudo realizado e publicado no “International Journal of Obesity”, foram comparados os benefícios de um café da manhã tradicional, composto de sucos e cereais, comparado a um café da manhã hiperproteico, com leite, ovos, carne magra e iogurte.

Foram recrutados jovens com sobrepeso e que não tinham o hábito de tomar café da manhã. Eles foram divididos em três grupos: o primeiro não realizava o desjejum, o segundo tomava o café da manhã tradicional, que continha 13g de proteína, e o terceiro ia com o café da manhã hiperproteico (com cerca de 35g de proteína). O período experimental do estudo durou três meses, e os resultados mostraram que o grupo que passou a tomar um café da manhã rico em proteína reduziu o consumo de calorias ao longo do dia e controlou melhor os níveis de glicemia.

A explicação é que a digestão e absorção das proteínas é mais lenta do que a de outros nutrientes, e o organismo se mantém satisfeito por mais tempo.

Esse trabalho pode ser aplicado perfeitamente à nossa realidade, pois no consultório observamos pessoas que tendem a comer mais à noite quando não realizam um café da manha adequado. Desta forma, a ajuda do nutricionista é essencial para saber quais são as quantidades corretas para cada caso.

MENSAGEM_CONFIRMACAO