Mind

06/12/2016

Melissa Dahl, editora do "Science of Us", da "New York Magazine", explica (clique aqui para ler o texto) como corridas longas e lentas e as intensas e curtas influenciam o pensamento:

"Quando corro, penso em tudo. Minha mente vagueia aqui e ali e, quando termino, com frequência parece que encontrei soluções para os meus problemas. Há provavelmente alguma verdade para esse sentimento: estudos de imagem do cérebro mostraram que após cerca de 30 minutos de exercício aeróbio, a atividade no 'sistema frontal do cérebro' aumenta. Essa é a região associada a atividades como resolução de problemas, tomada de decisão e planejamento. É uma evidência empírica para algo que todo corredor já sabe: a atividade física pode ajudar nas coisas que estão incomodando você. É por isso que adoro isso.

É também por isso que também odeio correr. Às vezes, eu só quero bloquear o mundo, apenas por alguns instantes. Este ano tem sido longo e estranho, e então não acho que seja uma coincidência que eu recentemente tenha adotado um novo tipo específico de treino: dá pra chamá-lo de treino de velocidade ou intervalado. Ou seja, estou correndo a uma velocidade muito muito altaSe corridas longas e lentas dão a oportunidade de pensar em tudo, corridas curtas e rápidas me dão alguns breves momentos para não pensar em nada. É como se meu corpo estivesse trabalhando tanto que exigisse toda a atenção da minha mente também.

É interessante notar uma tendência: a ascensão de corridas supercurtas. Tome como exemplo a 5th Avenue Mile, uma corrida da New York Road Runners que existe desde 1981, mas que, na última décad,a viu sua procura dobrar. Em 2006, 3.015 pessoas terminaram a corrida; na edição deste ano, 6.152 pessoas cruzaram a linha de chegada. Este ano também rolou a Brooklyn Mile, uma corrida que aconteceu em Williamsburg, em Nova York, em agosto. Enquanto isso, o treinamento intervalado de alta intensidade, ou HIIT, tem crescido em popularidade, graças, em parte, a atraentes chamarizes prometendo resultados em um treino muito curto.

Como se vê, minha teoria sobre os efeitos cognitivos do treinamento intervalado de alta intensidade provavelmente está correta. Ou ao menos parcialmente. As teorias concorrentes surgiram depois de mais de três décadas de investigação científica sobre o assunto, mas, em geral, parece ser mais difícil ter pensamentos criativos e abstratos durante um treino anaeróbio do que em um aeróbico. 'Quando você tem alto esforço você não vai ser capaz de resolver problemas ou pensar do jeito como você faria durante um exercício moderado', observa Karen Postal, professora de Psicologia na Harvard Medical School e presidente da Academia Americana de Neuropsicologia Clínica.

Durante o exercício anaeróbio (como levantamento de peso), seu corpo não recebe oxigênio da mesma forma como durante um treino aeróbio. Em vez disso, a atividade provoca um déficit de oxigênio. 'Você está realmente trabalhando com menos oxigênio disponível em seu cérebro', disse Postal. Você também está bombeando mais sangue para seus músculos em detrimento do cérebro, ela acrescenta.

Alguns estudos têm sugerido que, se você estiver em forma, o HIIT pode melhorar o funcionamento do seu cérebro, especialmente concentração e foco. Ou seja, exercícios altamente intensos parecem servir para despertar seus cérebros ainda mais. No entanto, para aqueles que não estão em sua melhor forma, o exercício torna-se exaustivo demais para tarefas cognitivas mais complicadas.

No geral, 'o que sabemos agora é que o exercício vai melhorar a sua capacidade de pensar enquanto você estiver exercendo-o em uma intensidade moderada, Postal explicou. Se é de baixa intensidade, não vai melhorar o seu pensamento; se for muito alto, vai tornar mais difícil ter certos tipos de pensamento. 'Para muitos de nós, então, é mais difícil engajar-se em formas mais abstratas de raciocínio quando você estiver envolvido em um treino difícil (após o treino, aliás, a história é totalmente diferente: estudos mostram que memória, atenção e velocidade de processamento melhoram depois que pessoas sedentárias adotam um programa de HIIT).

Para concluir: faça uma corrida longa e lenta (ou um passeio de bicicleta, natação ou qualquer que seja seu exercício aeróbio favorito) se você quiser refletir sobre sua vida. Mas tente um treino curto e intenso se quiser acalmar sua mente por um tempo."

O importante é sempre contar com a ajuda de um profissional que poderá indicar o melhor treinamento para você!

MENSAGEM_CONFIRMACAO