Nutrição

23/12/2016

*Por Gabriel Alvarenga, nutricionista consultor Bodytech

A primeira consideração que devemos fazer é que: não se engorda em um só dia ou uma só noite. Quando o exagero é “avulso”, ele não chega a gerar um acúmulo muito substancial de gordura --um abuso “isolado” acaba preenchendo os estoques de carboidrato corporais (o glicogênio). O que engorda é a insistência no erro, com vários dias ou refeições seguidas “fora da linha”.

Então, para quem se cuida o tempo todo é possível relaxar e aproveitar os “quitutes” das noites de Natal e de Ano Novo e nos dias seguintes, no “enterro dos ossos”, desde que na 2ª feira a vida volte ao normal (leia-se: a dieta e os exercícios na rotina).

Para quem não se cuidou muito em 2016, a dica principal é que 2017 seja diferente. E, pra ajudar a começar o ano com um “estrago” menor, veja abaixo algumas dicas para compensar um pouco os exageros:

• Exercitar-se antes ou depois dos exageros ajuda a gastar parte das calorias e do carboidrato acumulado na forma de glicogênio.
• Ficar em jejum longo ou comer bem menos nos dias seguintes às festas não é a melhor estratégia.

Fique atento também aos truques abaixo –eles irão ajudar o corpo a ter uma “folga” depois de ter tido tanto trabalho digerindo alimentos gordurosos e álcool:
* não emendar a “bebedeira” desde a tarde de domingo até o final de semana de Réveillon ou estender também pela 1a semana do ano;
* não comer carne vermelha nos dias seguintes às festas, pois sua digestão é lenta e trabalhosa para o corpo;
* não comer frituras e alimentos muito gordurosos, como queijos amarelos, bacon, frituras. O fígado precisa de descanso;
* controlar ao máximo ingestão de sal, já que nas ceias dos dias de festa comemos itens muito salgados, como queijos, azeitonas, alcaparras, bacalhau, frios...
* hidratar-se ao máximo com água ou água de coco 
* ao fazer sucos, uma boa dica é incluir um pouco de gengibre, algo em torno de uma colher de café ou de chá. Ele é protetor hepático.

Boas festas!

MENSAGEM_CONFIRMACAO