Nutrição

06/04/2017

*Por Alessandra Luglio, nutricionista

O Processamento de Alta Pressão (HPP, sigla em inglês) conserva alimentos através de um processo que não envolve produtos químicos ou altas temperaturas. É uma técnica de pasteurização a frio que submete o alimento previamente embalado — o que aumenta a segurança e evita contaminação futura — em um recipiente resistente à água e flexível, a um alto nível de pressão hidrostática (pressão transmitida pela água) de até 600 MPa durante poucos minutos, dependendo do conteúdo. O efeito é o equivalente a submetê-lo a 60 km de profundidade oceânica! Esse tipo de pressão é capaz de inativar bactérias, vírus, leveduras, bolores e parasitas, aumentando a vida útil desses produtos e garantindo a segurança alimentar.

Um estudo mostrou que o HPP consegue conservar 70% da quantidade de vitamina C e 80% da atividade antioxidante de um suco de laranja, além de aumentar seu prazo de validade. Testes sensoriais em consumidores ainda apontaram que não há diferenças significativas entre sucos tratados com HPP e sucos frescos. Dessa forma, é possível afirmar que o processo HPP é capaz então de aumentar o prazo de validade e a segurança alimentar dos produtos, minimizando a perda de seus benefícios nutricionais e mantendo suas características sensoriais.

A indústria alimentícia, com o apoio de pesquisadores da área de alimentos, investe cada vez mais em formas de manter seus produtos de maneira mais natural possível, pelo maior tempo possível, chegando assim em alternativas como essa.

Embora o processo de pasteurização de alta pressão sobre os alimentos tenha sido descoberto no século XIX, foi apenas nos anos 1990 que as primeiras máquinas HPP foram desenvolvidas. Desde 2000, o HPP tem sido implementado com sucesso em diversos tipos de indústrias de alimentos ao redor do mundo, já que oferece a possibilidade de se aumentar o prazo de validade de produtos, com maior segurança e densidade nutritiva.

O Processamento de Alta Pressão é um processo natural e ecológico que mantém o sabor e nutrientes dos alimentos frescos, sendo uma excelente alternativa para garantir maior vida útil aos alimentos sem utilizar tratamentos térmicos e químicos tradicionais. O processo de HPP tem ganhado mais espaço e popularidade na indústria alimentícia por conta de sua capacidade de inativar microorganismos patogênicos sem tratamento térmico, resultando assim na retenção praticamente completa das características nutricionais e sensoriais do alimento fresco, sem perder prazo de validade.

MENSAGEM_CONFIRMACAO