Nutrição

10/08/2017

*Por Alessandra Luglio, nutricionista convidada pela Greenpeople

Muitas pessoas acreditam que alimentos termogênicos são capazes de queimar gordura, mas na verdade não existem alimentos com essa capacidade. O que acontece é que alguns alimentos conseguem influenciar o metabolismo de forma indireta, estimulando-o para um maior gasto energético. Isso se dá através da função ergogênica desses alimentos, que auxiliam a entrada de combustível nas células, aumentam a temperatura corporal e, consequentemente, estimulam o uso da gordura para suprir esta demanda aumentada.

Os principais alimentos com ação termogênica comprovada através de estudos são:

Gengibre: Seu consumo regular ajuda a acelerar o metabolismo e também favorece a digestão;

Canela: Tem ação digestiva, estimulante e antioxidante;

Pimenta caiena: Contém capsaicina, que desempenha ação termogênica, auxiliando no controle de peso e retirada de gordura das artérias. Aumenta a temperatura corporal e acelera a circulação;

Café e guaraná em pó: Estimulantes naturais, mantêm o corpo em estado de alerta e evita a fadiga muscular. Ação digestiva e diurética;

Chá verde e matchá: Possui cafeína e catequinas, auxiliando a utilização de gordura como fonte de energia e evita a retenção de líquidos por ser diurético. 

Porém, a ação isolada desses alimentos não é capaz de promover a perda de peso, mas influenciar positivamente o metabolismo. Alguns estudos apontam que a inclusão de ao menos um alimento termogênico em cada refeição do dia pode influenciar o aumento do gasto energético diário em até 10%. Para efeitos realmente efetivos de queima de gordura é necessária uma dieta hipocalórica e a prática de exercícios físicos regularmente. A combinação desses três fatores será responsável por um aumento do gasto energético, e não somente cada uma dessas atitudes isolada.

MENSAGEM_CONFIRMACAO