Kids

24/09/2018

*Por Fernanda Figueiredo, coordenadora Acqua e Kids da BT Shopping da Ilha

Já ouviu falar em babywearing? Acha que foi criado agora? A gente explica o que é isso, comenta sua história para você poder carregar seu bebê para todos os lados!

Babywearing é um termo que significa “vestir o bebê”, ou seja, refere-se à prática de levar o bebê em um transportador. Os “carregadores de bebês” foram inventados há milhares de anos. Na verdade, quando nômade, os seres humanos precisava das mãos livres para caçar, coletar e ao mesmo tempo proteger seus bebês dos predadores.

Por volta de 1930, as indústrias lançaram o carrinho de bebê com o intuito de dar mais autonomia e conforto às mães. Ter um carrinho de bebê naquela época era sinônimo de status para a sociedade, deixando de lado o uso dos carregadores de pano. Apenas na década de 70 que o hábito de carregar o bebê no colo – através do babywearing – voltou com força entre as mães. A partir deste momento estudos científicos foram apresentados e as pessoas entenderam seus benefícios.

Conheça as principais vantagens 

Quando a mãe carrega seu bebê no colo, seus níveis de oxitocina são aumentados, levando a um vínculo materno mais íntimo. Como consequência, a amamentação se torna mais fácil, reduzindo a incidência de depressão pós-parto e doenças psicossomáticas na mãe. Esse privilégio não é só para a mãe... Quando o pai carrega seu bebê no colo, o vínculo paterno também melhora e a conexão entre eles fica mais próxima.

Bebês transportados no colo são geralmente mais calmos porque todas as suas necessidades primárias e de sobrevivência são atendidas. O cuidador pode ser visto, ouvido, cheirado e tocado. Além disso, ele pode fornecer alimentação e realizar o movimento necessário para o desenvolvimento neural contínuo do bebê. 

Ritmos parentais (velocidade do andar, batimentos cardíacos, etc) podem ter efeitos equilibradores e calmantes em bebês. 

Os bebês ficam mais perto das pessoas e podem estudar expressões faciais, aprender línguas mais rapidamente e estar familiarizado com a linguagem corporal.

Os bebês que são levados em carregadores choram 43% menos durante o dia e 51% menos nas horas noturna

O uso do babywearing é bem prático, pois permite que os pais fiquem com seus braços e mãos livres podendo fazer suas tarefas com o filho no colo evitando tendinites, inflamações articulares e má postura. Ele dá liberdade para eles se deslocarem, já que não precisará montar e desmontar carrinhos e poderá frequentar qualquer ambiente.

No Brasil, os carregadores de pano são chamados de sling, porém, sling é somente um dos modelos dos carregadores. Veja os diferentes tipos de carregadores ergonômicos:

• Sling: faixa de tecido com 2 argolas que servem para ajustar o pano ao corpo e acomodar o bebê. As argolas são de alumínio ou inox (sem emendas) e possuem apoio unilateral. Pode ser usado nos primeiros dias de nascimento.

• Wrap: Faixa de pano que varia de 2,50 a 6 m de comprimento com 60 cm de largura. Não deve ter nenhum tipo de emenda e pode ser fabricada com diferentes tipos de tecido. Pode ser usado desde o nascimento.

• Mei Tai: conhecidas como “mochilas ergonômicas”, são carregadores pré-formatados que se assemelham ao canguru. São indicados para os bebês que já possuem uma boa sustentação.

• Pouch: assemelha-se a uma tipóia. São conhecidos como apoiadores de colo que não possuem margem de ajuste, feito sob medida para o adulto que irá carregar. Recomendados para bebês que já possuem uma boa sustentação da cabeça. Os carregadores são extremamente seguros desde que sejam respeitadas a ergonomia da criança e as amarrações corretas.

Para saber se o bebê está 100% seguro, o responsável deve ficar atento a 4 principais pontos:

1) A via aérea do bebê deve estar livre: o tecido deve estar justo, porém, a cabeça do bebê deve ter liberdade de movimento podendo mover-se suavemente de forma que consiga encostar a orelha no peito da mãe.

2) Posição vertical: o bebê deverá estar na posição vertical (exceto se estiver sendo amamentado).

3) Condições de uso: sempre verifique se o carregador está em ótimas condições de uso.

4) O bebê deve estar posicionado corretamente: os joelhos do bebê devem estar mais alto que seu fundo e as pernas espalhadas para que a coluna e os quadris sejam apoiados para obter um desenvolvimento saudável. Faça do seu período puerpério o seu melhor período! Use o babywearing e curta momentos inesquecíveis com o seu bebê.

MENSAGEM_CONFIRMACAO