Performance

24/09/2018

*Por Marta Mitsui Izo, professora de natação da BT Eldorado (SP)

De novo? Isso que ouço quando me perguntam qual meu próximo desafio e respondo Canal da Mancha. Pois é, de novo! Pela terceira vez estou indo. Na primeira, em 2006, fiz solo, na segunda, em 2011, revezamento em 4, e esse ano, revezamento em 6. Mas com certeza, cada desafio tem o seu gostinho!

Na primeira foi um desafio pessoal, sensação única de ser uma das poucas pessoas no mundo a realizar essa difícil travessia. Apenas 28 brasileiros até hoje! Na segunda, foi um desafio em equipe, e fizemos ida e volta. Quatro amigas (Luciana Akissue, Giuliana Braga, Priscila Santos e eu) e 1 sonho: conquistar o Canal e se tornar o 1º quarteto do mundo a realizar essa proeza! Batemos 2 recordes mundias!

A terceira experiência

E agora, outro desafio em equipe, mas com pessoas que treino  e mais 2 amigos. Esses são os integrantes: João Rodolfo Queiroz, Rafaella Dortas, Catarina Porfírio, Renato Garcia, Renato Takeyama e eu. Estou muito feliz em poder proporcionar essa oportunidade para eles! Lógico que tudo isso também só foi possível graças ao meu técnico Igor de Souza (ícone em águas abertas e principalmente quando se fala em Canal da Mancha). Estamos treinando desde março.

Nossa rotina de treino consiste em natação, musculação, alongamento, pilates e fisioterapia. Fizemos 2 treinos de madrugada na represa Billings (para acostumar com o escuro e água fria) e algumas provas.

Uma rápida explicação sobre o Canal da Mancha:

Ele separa a Grã Bretanha do Norte da França e une o Mar do Norte ao Oceano Atlântico; 

Sua parte mais estreita tem 34km (onde é feita a travessia);

Mais de 300 navios circulam pelo Canal diariamente;

A temperatura da água vai de 10 a 18 graus;

A temporada de tentativas vai de junho a setembro;

Não existe a data certa da travessia, e sim uma janela (que pode ser de 5 a 8 dias), quando a mãe natureza autorizar (por causa, principalmente dos ventos) inicia-se a jornada.

Mas se não for possível, perde-se a oportunidade;

Essa janela é reservada com pelo menos 1 ano de antecedência, mas ultimamente a procura está tão grande que, pode acontecer de ter só para daqui a 2 anos (deve-se fazer a inscrição e reservar o barco);

Cada barco poderá acompanhar até 5 atletas (um de cada vez), mas não é aconselhável ser depois do 3. Pois as chances são maiores para os números 1 e 2. Até ser o 3 é arriscado;

A travessia só é finalizada quando o nadador chegar em local natural (não pode ser píer), sair completamente da água e erguer os braços.

Não é permitido o uso de neoprene. Materiais permitidos: 1 touca, 1 maiô ou sunga (não pode ser os trajes com perna), nose clip e tampões de auriculares;

O 1º a realizar essa proeza foi o Cap. Mathew Webb, em 1875. Desde então, apenas 1550 solos e 796 revezamentos completaram a travessia e escreveram seus nomes na história do Canal da Mancha.

Como funciona o revezamento: A troca é obrigatória a cada 1h e não se pode tocar. Deve-se emparelhar e trocar. O nadador que entrou, só poderá iniciar quando o outro subir no barco;

Não é permitido trocar a ordem;

Caso alguém passe mal e fique impossibilitado de continuar, a travessia é cancelada.

Depoimento dos atletas:

“Ansioso pela experiência em nadar naquele local! Para poucos!” - Renato Takeyama

“Muito feliz com a oportunidade!” - Rafaella Dortas

“Desde que fui convidada a integrar essa equipe, senti o peso da responsabilidade de entender que, estou lidando com o sonho de outras cinco pessoas! Diante disso, mantive a disciplina dos treinos e investi na adaptação em águas frias (geladas, na verdade!). Estou superansiosa para chegar o dia e na expectativa de que tudo corra maravilhosamente bem!” - Catarina Porfírio

“Parece que o convite do Igor, para nadar o Canal da Mancha, foi ontem. Mesmo que com objetivo de cumprir o percurso solo, será muito bacana compartilhar esse desafio com técnico e atletas experientes!” - Renato Garcia

“Um verdadeiro desafio nos move no limite de tudo aquilo que para nós seria impossível! Ele é o início de uma mudança, que se dá pelo processo de preparação e que nos transforma independente do resultado. Sinto-me feliz e muito realizado de ter chegado até aqui, pois independente de onde... sei que chegaremos, acima de tudo, juntos!” - João Rodolfo Queiroz

Para acompanhar a travessia, sigam a página no Facebook Channel Swimming Association, lá conseguirão ver nosso trajeto via GPS. Tentarei fazer live através do meu perfil  também. Nossa equipe é Anjos d’Água! Conto com a torcida de todos! Muito obrigada! Até breve! Beijos

MENSAGEM_CONFIRMACAO